Beata Dulce dos pobres aquece coração e bolso de turistas

Deixe um comentário
Cultura / Política(s) / Religião

Durante a beatificação de irmã Dulce, em Salvador (BA), percorreu algumas das mais de 300 igrejas que circundam a Arquidiocese Primaz do Brasil. Mas não são apenas as igrejas históricas que seduzem os turistas, a beata Dulce dos Pobres também tem ajudado ao turismo da região. Segundo o Ministério do Turismo, o Memorial Irmã Dulce, localizado no Largo de Roma, Cidade Baixa, recebia até a beatificação do “Anjo Bom” cerca de 35 mil pessoas por ano, sendo 25% destes, provenientes dos estados de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, e Ceará. Depois da beatificação, constatou-se um aumento de 70% na chegada de turistas. Ainda segundo o ministério são esperados 80 mil fiéis ainda em 2011.

A beatificação da religiosa baiana mobilizou a Bahia em discussões sobre ações de fortalecimento dos roteiros religiosos e o Ministério do Turismo já destinou R$ 5,4 milhões para a implantação da Praça Irmã Dulce, localizada em frente ao Memorial e às Obras da Irmã Dulce. A destinação foi realizada, mas o recurso ainda não chegou. Na praça, que fica também de frente ao Santuário dedicado à beata, observava-se, na véspera da beatificação: moradores em situação de rua, lixo espalhado pelo chão – não se via lixeiras – e até um cão morto. A Bahia já faz parte dos roteiros turísticos da agência de viagens oficial da Igreja Católica.

O calendário de manifestações religiosas baianas é extenso: há a Lavagem da Igreja do Bonfim, a Festa de Santa Bárbara, a Romaria de Bom Jesus da Lapa e a Festa da Boa Morte. A Beata Dulce dos Pobres será celebrada em 13 de agosto. O Pelourinho acolhe dezenas de igrejas, teatros, museus, galerias de arte, entre outros, um dos pontos turísticos mais visitados d Brasil. Segundo pesquisa realizada pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), o turismo religioso movimenta 8,1 milhões de viagens domésticas por ano, representando 3,6% das viagens realizadas dentro do Brasil.

Segundo a Embratur, 15 milhões de pessoas se deslocam anualmente no país por motivos religiosos, movimentando R$ 6 bilhões. Além da Bahia as cidades de São Paulo, Aparecida, Rio de Janeiro, Recife, Belo Horizonte e algumas cidades históricas de Minas Gerais são pontos que mais aquecem o turismo religioso.

The Author

jornalista, autora do livro de reportagens Mulheres Extraordinárias, Paulus Editora

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s