Beata Dulce dos pobres aquece coração e bolso de turistas

Durante a beatificação de irmã Dulce, em Salvador (BA), percorreu algumas das mais de 300 igrejas que circundam a Arquidiocese Primaz do Brasil. Mas não são apenas as igrejas históricas que seduzem os turistas, a beata Dulce dos Pobres também tem ajudado ao turismo da região. Segundo o Ministério do Turismo, o Memorial Irmã Dulce, localizado no Largo de Roma, Cidade Baixa, recebia até a beatificação do “Anjo Bom” cerca de 35 mil pessoas por ano, sendo 25% destes, provenientes dos estados de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, e Ceará. Depois da beatificação, constatou-se um aumento de 70% na chegada de turistas. Ainda segundo o ministério são esperados 80 mil fiéis ainda em 2011.

A beatificação da religiosa baiana mobilizou a Bahia em discussões sobre ações de fortalecimento dos roteiros religiosos e o Ministério do Turismo já destinou R$ 5,4 milhões para a implantação da Praça Irmã Dulce, localizada em frente ao Memorial e às Obras da Irmã Dulce. A destinação foi realizada, mas o recurso ainda não chegou. Na praça, que fica também de frente ao Santuário dedicado à beata, observava-se, na véspera da beatificação: moradores em situação de rua, lixo espalhado pelo chão – não se via lixeiras – e até um cão morto. A Bahia já faz parte dos roteiros turísticos da agência de viagens oficial da Igreja Católica.

O calendário de manifestações religiosas baianas é extenso: há a Lavagem da Igreja do Bonfim, a Festa de Santa Bárbara, a Romaria de Bom Jesus da Lapa e a Festa da Boa Morte. A Beata Dulce dos Pobres será celebrada em 13 de agosto. O Pelourinho acolhe dezenas de igrejas, teatros, museus, galerias de arte, entre outros, um dos pontos turísticos mais visitados d Brasil. Segundo pesquisa realizada pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), o turismo religioso movimenta 8,1 milhões de viagens domésticas por ano, representando 3,6% das viagens realizadas dentro do Brasil.

Segundo a Embratur, 15 milhões de pessoas se deslocam anualmente no país por motivos religiosos, movimentando R$ 6 bilhões. Além da Bahia as cidades de São Paulo, Aparecida, Rio de Janeiro, Recife, Belo Horizonte e algumas cidades históricas de Minas Gerais são pontos que mais aquecem o turismo religioso.

Anúncios

Publicado por Karla Maria

jornalista, autora do livro de reportagens Mulheres Extraordinárias, Paulus Editora

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: