A dor das Silva

Deixe um comentário
Uncategorized

2012-12-05 17.00.04“A morte de um filho não tem uma palavra que a nomeie. É inominável, não tem explicação e não tem naturalidade, posto que o natural é os filhos enterrarem seus pais. O oposto é algo por demais perverso”, afirmou o pediatra Leonardo Posternak a Revista pais filhos ao relembrar a morte de seu filho.

Para falar dessa dor, em dezembro de 2012, corri por São Paulo atrás de duas mulheres que de maneira distintas perderam seus filhos um na bala, como dizem, outra no vento, um desaparecimento.

Minhas entrevistadas para a Revista Família Cristã de janeiro são : Débora e Ivanise. Ambas carregam o Silva no nome, ambas carregam a coragem na vida para encontrar algum tipo de resposta, justiça, acalento. Ambas trabalham para que a dor da morte e do desaparecimento não se repitam.

A reportagem está disponível no Blog da revista. maes de paz

The Author

jornalista, autora do livro de reportagens Mulheres Extraordinárias, Paulus Editora

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s